sexta-feira, 30 de novembro de 2018

PGR DIZ QUE A GREVE É LÍCITA



PGR DIZ QUE A GREVE É LÍCITA<CLICAR>

ALERTA, ALERTA, ALERTA 3XALERTA

PGR diz que convocatória de greve de enfermeiros é lícita mas não pode ser 'self-service'

PGR diz que convocatória de greve de enfermeiros é lícita mas não pode ser self-service
Foto: António Cotrim

[Lisboa,30 nov (Lusa) - O Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República considerou que é lícita a convocatória da greve dos enfermeiros, mas alertou que caso caiba a cada enfermeiro decidir o dia, hora e duração da greve, o protesto é "ilícito".
Esta é a conclusão de um parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República (PGR).]
NOTA DO SE
Se esta Entidade diz isto, o que duvidamos, está a coartar o direito à greve aos Enfermeiros.
Imagine-se que um Enfermeiro quer desistir da greve, ao fim de 2 dias de ter feito greve: não pode fazê-lo, porque é 'self-service' e este ilegalizaria essa liberdade constitucional/universal.
Imagine-se que um Enfermeiro só pretende fazer 3 dias de greve por semana. Se fosse isso que diz o parecer, o que duvidamos, por isso o escondem, não pode porque o 'self-service',
ilegaliza o 'sirva-se'...
É estranho que uma Entidade, como a PGR, seja tão ambígua, em matéria, onde a clareza se impõe.
Não se esqueçam, Enfermeiros, que a atual Ministra da Saúde foi a que, habilidosamente, "REITEROU" o parecer do famigerado Secretário de Estado do Trabalho mail-a sua chefe de gabinete a dizer que havia irregularidades na greve da FENSE de setembro/2017.
Com esse expediente, prejudicou, através da ilegalidade suposta de marcação de faltas injustificadas, milhares de Enfermeiros.
Se os Enfermeiros, que gostam de o ser, meditarem um pouco sobre este comportamento que os trata como pessoas de menoridade, sem os direitos comuns aos trabalhadores, não culpam os Sindicatos de os meterem em sarilhos, mas sim estes governantes de duvidosa idoneidade, para o fim em vista.
Vamos tentar obter da PGR o parecer na íntegra, o que nos está a escapar, para levermos às últimas consequências este atropelo dos mais elementares direitos humanos e laborais dos Enfermeiros.
Colegas, tendes de estar preparados para ajudardes os Sindicatos a impor respeito pelos Enfermeiros
(José Azevedo)


NOTA IMPORTANTE: COMO NINGUÉM VIU O PARECER NA ÍNTEGRA E O MS ESCONDE-O, PODEMOS ESTAR PERANTE UMA HABILIDADE OU MENTIROLA ESCONSA DA MINISTRA DA SAÚDE!...

MAS FARO INSPIROU A MS COM UMA COISA DO SELF-SERVICE! <CLICAR>

OS ENFERMEIROS SÓ PODERÃO FAZER GREVE QUANDO A MINISTRA DA SAÚDE DEIXAR OU QUANDO ELA OU ALGUÉM A MANDO DELA EXPLIQUE O QUE É OS ENFERMEIROS NÃO PODEREM ESTABELECER O SEU PLANO DE GREVE, PARA IRMOS VER SE ELA ESTÁ A LER MAL, COMO É HABITUAL NO SEU GABINETE OU É MESMO ASSIM...
SE MOSTRASSE O PARECER DA PGR AJUDAVA.
MAS O ENSAIO PARECE QUE NÃO SAIU TÃO BEM COMO ESPERAVA. (José Azevedo)

O PROCESSO CLÍNICO E OS ENFERMEIROS



Uma Sugeastão Oportuna 

Quando a Ordem dos Enfermeiros tiver um pouco de disponibilidade para tratar os assuntos que são da sua competência vamos ter de ver discutir um problema sério que é o das limitações que os Enfermeiros estão a ter no acesso aos processos clinícos.
Sabendo-se que o processo clínico foi criado por Florence Nightigale, para uso dos Enfermeiros, pois o objetivo era tirar das agendas de bolso das observações médicas o planeamento e adequação dos cuidados enfermeiros ao estado dos doentes acamados (KLINIKÓS = CAMA, LEITO, em grego), começando por ser um suporte fixado aos pés da cama do doente acamado ou clínico, passou a ter outras formas e utilidades.
Talvez fosse oportuno trazer este tema à discussão para remeter o PROCESSO CLÍNICO, ou PROCESSO DO DOENTE ACAMADO, CLÍNICO, às suas origens.
Depois podem chamar processo enfermeiro e processo médico para outros fins, nomeadamente o da bacoquice corporativa, a outros portefólios, mas deixando nas suas origens o processo clinico, que não deve ser arma de arremeço de Médico a Enfermeiro.
Vá lá, olhem, sem complexos, para estas dificuldades, com que os Enfermeiros se debatem.
(José Azevedo)

NO BAÚ DAS MEMÓRIAS


VEJAM COMO SE DIVERTEM - DIVERTIRAM
PARA QUEM ASSISTIU À CRIAÇÃO DAS USF PODE LEMBRAR O CARINHOSO TRATAMENTO QUE FOI DADO A QUEM DIZIA O CONTRÁRIO DOS PISCOS, DOS VILAS BOAS E MÁS E MARIOS E OUTROS.





GREVE CIRÚRGICA - POR QUE SE ESPANTAM!?



Como é norma desta Associação Sindical (SE) e da FENSE, que integra, desde muito cedo alertamos para a atipicidade da "greve cirúrgica". Como o Ministério da Saúde tem as nossas comunicações bloqueadas, funcionam como as das garrafas, onde se metem escritos e são lançadas ao mar.
São os democratas que temos, no seu melhor.

Mas há mais.

O Conselho Regional do Norte da ordem dos Médicos denunciou a existência de "piquetes de greve" de enfermeiros, à entrada dos blocos operatórios, para "atrasar, obstaculizar ou adiar" as cirúrgias que não cumprem o critério de serviços mínimos.
"A Ordem dos Médicos reconhece o direito à greve dos enfermeiros (quem é esta Ordem para reconhecer direitos universais) e isso é inalienável dos direitos que têm de reclamar contra as condições de trabalho ou outras reivindicações, mas vê com muita preocupação a existência  de piquetes de greve à entrada dos blocos operatórios, pondo em causa a indicação clínica de urgência dos doentes" disse à Lusa o presidente do conselho Regional, António Araújo.

Vamos ao fundo da questão:

1 - Estes fenómenos são a tradução sindical dos movimentos populistas, nas populações, devidos ao comportamento dos irresponsáveis políticos, que temos, que esquecem que idade e ignorância andam de mãos dadas, diz o velho e Popper diz também;  "a vida é apendizagem".

2 - O direito à greve existe e os piquetes zelam pelo cumprimento rigoroso das normas legais. Ora se intercetam "indicações clínicas de urgência dos doentes" e as devolvem à procedência é porque são falsas urgências ou abusam das suas competências de piquete.
Como ambas são possíveis, com predominância para os abusos que os Médicos costumam praticar com as ambiguidades do conceito "urgência", sobretudo, quando em causa estão as lutas dos Enfermeiros, que o Dr. Araújo diz respeitar, se a situação de urgência for real, não se entende por que estava a urgência, nas cirurgias programadas se há outros métodos para as resolver...

3 - Dando um jeitinho às asas de anjo com que o Dr. Araújo se apresenta, lembramos:
3.1 -  As greves subordinam-se a 3 parâmetros: proporcionalidade, adequação, necessidade, que balizam o conflito de interesses opostos - o direito à greve e o direito ao cuidado;
3.1.1. Proporcionalidade quer dizer que se movem, entre o 8 e o 80, ou seja - nem as necessidades são cobertas de forma tão exígua que deixem criar situações irreparáveis, nem tão totais, que anulem a eficácia da greve que é a de causar danos, óbvios;
3.1.2. Adequação quer dizer que se devem adequar os serviços a prestar, à dimensão das necessidades reais;
3.1.3 Necessidade é o estado do doente, a ditar a adequação dos cuidados a prestar, em proporção, ou seja que a greve cause danos, sim, mas não dos irreparáveis; somente dos incómodos.
3.2 - Dado que quem decreta a greve é responsável civil e criminalmente pelos danos causados, é ao decretador que compete vigiar, de perto, daí os piquetes, o cumprimento da greve, para que esta não ultrapasse os limites (mesmo as urgências definidas ad hoc, por Médicos), sem a presença do piquete, que também pode ajudar nessa definição.

4 - Temos informações seguras de que muitos dos contribuintes para o bolo compensatório dos 300.000€ foram e são Médicos, o que os dinâmicos promotores do movimento devem agradecer sem surpresa, visto que são os Médicos os grandes beneficiários indiretos do movimento anónimo e "espontâneo" da greve cirúrgica.
4.1 - Para já, estão a receber o salário sem trabalharem;
4.2 - Facilita-lhes as habituais escapadelas pela porta das traseiras, para cuidarem de outros interesses correlatos, baldando-se às cirurgias com direito a culpar os Enfermeiros em greve, pelas baldas médicas.

5 - Enquanto se mantiver a enorme distinção de 12% da Classe Médica do total dos trabalhadores do Ministério da Saúde receber 88% do bolo das remunerações do MS e os outros 88% dos trabalhadores comerem apenas 12% do bolo, cabendo 5%, apenas, a 36% dos trabalhadores, que são Enfermeiros, a guerra continua a desafiar a imaginação dos Enfermeiros.

6 - Por sua vez os Administradores Hospitalares esqueceram as recomendações do seu patrono - Dr. Coriolano Ferreira e aliaram-se aos Médicos, como a experiência demonstra, tendo o cuidado, uns e outros de escolherem Enfermeiros, nem sempre os mais adequados, para administrarem a Enfermagem. O resultado lógico está de acordo com a escolha e com o que se pretende com a pessoa escolhida, para que sejam os Enfermeiros a suportarem os efeitos da falência do SNS.

7 - Finalmente, esta greve foi cair sob a responsabilidade de dois Sindicatos que voavam, à procura de um galho para poisarem, pois era o seu primeiro voo fora do ninho resolveram adotar os sem abrigo, que lhes passaram perto.
A lição aqui fica, para todos nós e vós, que brincais com a situação dos Enfermeiros. Veja-se há quanto tempo a FENSE espera a celebração de um ACT, que pacificaria as hostes e preveniria estes movimentos espúrios, que não se apoiando, nem por isso deixam de ser legítimos, quando as vias normais, são propositadamente desprezadas.
Cabisbaixos, meditemos todos!...
(José Azevedo)



MÉDICOS DENUNCIAM PIQUETES DE GREVE CIRURGICA



MÉDICOS DENUNCIAM PIQUETES<CLICAR>

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

ELES CHUMBAM ELE



ELES CHUMBAM ELE<CLICAR>



ENQUANTO ELES SE DIVERTEM...



OS ENFERMEIROS PROTAGONIZAM GREVE DE TERROR<CLICAR>

E LÁ VÃO ELES CANTANDO E RINDO DE TODOS NÓS



TRRIM-TRRIM-NI-NÓ-NI.

ANA JORGE COGNOMINADA A SANTINHA DA LADEIRA II


TAMBÉM FOI VIOLENTADA COM CERTAS VACINAS<CLICAR>

SEM COMENTÁRIOS PARA NÃO ESTRAGAR



- Forwarded message ---------
From: Joao Faustino <joao.faustino@chs.min-saude.pt>
Date: terça, 20/11/2018 à(s) 10:47
Subject: Pedido de reunião
To: contenciosose@gmail.com <contenciosose@gmail.com>
Cc: Carla Silva Mendes <carla.silva.mendes@chs.min-saude.pt>


Exmos. Senhores,

Na sequencia do vosso pedido de reunião, o Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Setúbal, EPE, tomou conhecimento do mesmo e deliberou que, os pontos elencados na proposta de agenda são da responsabilidade da Tutela, pelo que a reunião deverá ser solicitada à mesma.




Com os melhores cumprimentos

João Carlos Faustino

GREVE DA IDEIA CIRÚRGICA




NB
PARA OS COLECIONADORES: O NOME DO {GRUPO-COLETA} É "LARANJA MECÂNICA" À ENFERMEIRO.
Trata-se de um grupo de precisão, cujo objetivo era angariar 360 mil euros e o contador disparou aos 360 mil euros; nem mais um nem menos um cêntimo.
Aqui está um bom exemplo a seguir.

DIZ QUEM SABE




NÍVEIS REMUNERATÓRIOS
49 = 2.952,21€
51 = 3.055,19€
53 = 3.158, 18€
55 = 3.261,16€
57 = 3.364,14€


quarta-feira, 28 de novembro de 2018

PUBLICAÇÃO DAS CLÁUSULAS REVISTAS E APROVADAS






CLÁUSULAS REVISTAS E APROVADAS<CLICAR>


NB: A pedido de muitos Enfermeiros interessados  no rumo das negociações FENSE, aqui deixamos o esboço, com sublinhado  e tudo o mais.

FENSE

<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<A>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>


NB: CONSIDERAMOS MÁ POLÍTICA ENFERMEIRA ESTAREM A FINGIR QUE NÃO CONHECEM AS NEGOCIAÇÕES DA FENSE, QUE O ANO PASSADO ASSUMIU LEVAR A ENFERMAGEM A BOM PORTO, NÃO OBSTANTE SEREM EVIDENTES OUTROS INTERESSES QUE NÃO TÊM MUITO A VER COM OS INTERESSES DA ENFERMAGEM COMO PROFISSÃO E QUE A FENSE NÃO SUBSCREVE.
NÃO ESQUECER ESTE PROCESSO É ESTAR PREVENIDO CONTRA EVENTUAIS SURPRESAS, ENTENDEM?

A ORDEM DOS ENFERMEIROS ALERTA


Assunto: Alertas Ordem dos Enfermeiros - Ordem dos Enfermeiros avisa que SNS não tem capacidade para reprogramar "milhares de cirurgias" adiadas

Exmos. Senhores Presidentes,

Encarrega-me a Senhora Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Pedroso Cavaco, de proceder ao envio de notícia infra para conhecimento de V. Exas.:

“De: "LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A." <lusanoticias@lusa.pt>
Data: 27 de novembro de 2018, 19:16:57 WET
Para: Undisclosed recipients:
Assunto: Alertas Ordem dos Enfermeiros - Ordem dos enfermeiros avisa que SNS não tem capacidade para reprogramar "milhares de cirurgias" adiadas
Lisboa, 27 nov (Lusa) – A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE) avisa que o Serviço Nacional de Saúde não terá capacidade para reprogramar nos próximos anos as “milhares de cirurgias” canceladas devido à greve dos enfermeiros em blocos operatórios.
“Estamos a falar de milhares de cirurgias adiadas nos blocos operatórios dos cinco hospitais aderentes à greve cirúrgica e nem uma palavra sobre o assunto [incluindo de partidos políticos]. Toda a gente percebe que o SNS não vai ter capacidade para reprogramar nos próximos anos essas cirurgias”, afirmou hoje Ana Rita Cavaco aos jornalistas, à margem de um debate sobre os recursos humanos na saúde promovido pela consultora IASIST, que hoje entregou prémios de desempenho aos hospitais do SNS.
A greve começou na quinta-feira e dura até 31 de dezembro, com a OE a estimar que estejam a ser canceladas ou adiadas cerca de 500 cirurgias por dia.
A bastonária acusa o Ministério da Saúde de estar “completamente capturado pelo Ministério das Finanças” e considera que a proposta que o Governo apresentou aos sindicatos de enfermeiros não é uma proposta da saúde.
“Esta proposta, na verdade, é da equipa das Finanças, que teima em não ter sensibilidade nenhuma para perceber que se a Ordem atribui um título de especialista, essa categoria tem de estar numa carreira. Não podemos continuar a ter enfermeiros sem carreira”, declarou.
Para a bastonária, a equipa do Ministério da Saúde “está completamente de mãos e pés atados".
"Não basta mudar de ministro. Se a obsessão pelo défice zero continuar na mesma, não há proposta que se consiga fazer e chegar a consensos. Hoje não temos Ministério da Saúde”, adiantou.
Ana Rita Cavaco diz que a equipa anterior da Saúde, no tempo do ministro Adalberto Campos Fernandes, tinha uma proposta “que era boa para os enfermeiros”, mas que “não foi aceite pelas Finanças”.
Segundo a bastonária da OE, a proposta da equipa ministerial anterior contemplava a categoria de enfermeiro especialista e valorizava as competências acrescidas dos enfermeiros que lhes são reconhecidas pela Ordem.
O secretário de Estado Adjunto e da Saúde considerou que estas declarações “não correspondem a uma análise factual”, frisando que o Governo apresentou uma proposta que tentou ir ao encontro das aspirações sindicais, em termos de estrutura de carreira e de desenvolvimento profissional, reconhecendo a figura do enfermeiro especialista e as funções de gestão.
Os sindicatos já têm dito que reconhecer a figura do enfermeiro especialista não corresponde a integrá-la na carreira, como é a pretensão sindical.
Quanto às cirurgias adiadas, o secretário de Estado Francisco Ramos disse que serão “naturalmente reprogramadas na primeira oportunidade, preferencialmente no SNS”.
O Governo mantém, segundo Francisco Ramos, a expectativa de que os sindicatos reconheçam a tentativa de chegar a um acordo e apela à responsabilidade dos enfermeiros.
“Sabemos que os enfermeiros são uma profissão responsável e farão todos os possíveis para resolver a questão e minimizar as consequências para os portugueses”, declarou Francisco Ramos aos jornalistas, no final da atribuição dos prémios “TOP 5” da IASIST aos hospitais do SNS.

ARP // JMR
Lusa/fim

Com os melhores cumprimentos,


 Sandra Calado  Secretariado do Gabinete da Bastonária

ESTÃO MESMO A PEDI-LAS




Criou-se a ideia balofa, fictícia de que os Enfermeiros é que hão de pagar a crise e falência do SNS.

Por exemplo:

1 - De que estão à espera para avaliarem os CIT de acordo com a cláusula 3ª do ACT publicado no BTE nº 11 de 22/03/2018?

2 - Quem é que garante aos responsáveis que a revolta surda, que se observa de norte a sul com tamanha falta de respeito, não vai degenerar um dia destes em revolta imparável e demolidora dos já precários serviços?

3 - E se isso acontecer, quem tem força moral para se opor ou lamentar o que pode vir a acontecer, não tarda muito!

4 - Não podem invocar a falta de lei, porque foi para obviar essa falta que se negociou e aprovou o ACT referido com aquelas características.

[Cláusula 3.ª 
Avaliação de desempenho 
A avaliação do desempenho dos trabalhadores abrangidos pelo presente instrumento (os CIT) fica sujeita, para todos os efeitos legais, incluindo a alteração do correspondente posicionamento remuneratório, ao regime vigente para os trabalhadores com vínculo de emprego público, integrados na carreira especial de enfermagem.]

Se não sabem montar o método de avaliação, aqui citado, ofereço gratuitamente, e sem quaisquer encargos, 10 minutos do meu tempo disponível, para vos ensinar como se cumpre esta norma.

Não obstante as palavras ignorantes e ou descabidas do Sr. Primeiro Ministro, acerca das condições de vida e de trabalho dos Enfermeiros que, como outros, considera arraia miúda, ó vós responsáveis diretos, não tendes um pingo de vergonha, para esta tão grave falta, para com os Enfermeiros!?
Ainda não percebestes que quando a FENSE tocar a reunir, ninguém vai ficar parado?
Onde está, aqui a habilidade da vaca que voa!?

NB: ENQUANTO ELES SE DIVERTEM OS ENFERMEIROS SOFREM.
(José Azevedo)


A NOSSA LUTA NÃO PÁRA



A NOSSA LUTA NÃO PÁRA<CLICAR>

DIZEM QUE FALTAM TANTOS QUANTOS OS NECESÁRIOS




FALTAM TANTOS QUANTOS OS NECESSÁRIOS<CLICAR>

LER E MEDITAR<CLICAR>

terça-feira, 27 de novembro de 2018

MAÇONARIA UNIVERSAL

CONSTRUTORES DE CATEDRAIS - A <CLICAR>

RENASCIMENTO E OS CONFLITOS RELIGIOSOS CAP III<CLICAR>

MAÇONARIA UNIVERSAL 1 <CLICAR>

MAÇONARIA UNIVERSAL 2 <CLICAR>

MAÇONARIA UNIVERSAL 3 <CLICAR>

PODER DA MAÇONARIA EM PORTUGAL 1A<CLICAR>

PODER DA MAÇONARIA EM PORTUGAL 2<CLICAR>

PODER DA MAÇONARIA EM PORTUGAL 3 <CLICAR>

TEMPLÁRIOS DE MILÍCIA CRISTA A SOCIEDADE SECRETA 2<CLICAR>

SÓ PARA SABER SE ESTAMOS A USAR BEM A LEI




É SO PARA CONFIRMAR<CLICAR>

O QUE DIZ O CONSTITUCIONALISTA JORGE MIRANDA SOBRE A GREVE JUIZES

UMA COISA PARECIDA COM ERRO DE PARALXE: - Resultado de imagem para ERRO DE PARALAXE

COM EFEITO OS JUIZES TÊM UM TIPO DE PODER PRÓPRIO E ÚNICO;
MAS NÃO SÃO ELES QUE DETERMINAM AS SUAS CONDIÇÕES DE VIDA E DE TRABALHO.
ORA A GREVE DOS JUIZES, COMO QUALQUER GREVE, NÃO TEM A VER COM O QUE CADA UM FAZ, MAS TAMBÉM COM O QUE CADA CIDADÃO É, NA POLIS.
OS JUÍZES EXERCEM O PODER JUDICIAL, MAS NÃO SÃO ELES QUE FAZEM AS LEIS NEM SE PODEM SERVIR, SEGUNDO AS SUAS NECESSIDADES.
IMAGINE-SE O GOZO DE UM JUIZ MANDAR BUSCAR A CASA O MINISTRO MÁRIO CENTENO E OBRIGÁ-LO A APROVAR UMA TABELA REMUNERATÓRIA DIGNA DOS JUIZES E DO SEU ESTATUTO.
QUANTO A MIM, OS JUÍZES, NO "PINGO DOCE" OU NO "CONTINENTE", SÃO COMO EU: PAGAM O QUE LEVAM E NÃO BUFAM.
MISTURAR ISTO COM O SEU ESPINHOSO LABOR É ABASTARDAR A CONSTITUIÇÃO.
É NÃO SABER DISTINGUIR O PODER SER COM O PODER FAZER.
JÁ AGORA, PRENDER ALGUNS MINISTROS/AS, PODIA SER INCLUÍDO NOS SERVIÇOS MÍNIMOS DA GREVE DOS JUIZES, NÃO PODIA!?

Ó Pof. MIRANDA O SER DE CADA PESSOA NÃO É DA CONSTITUIÇÃO, A NÃO SER PARA GARANTIR QUE CADA UM TEM O SEU.
IMAGINE O CONTRÁRIO; OS JUIZES NÃO TÊM OS DIREITOS DOS HUMANOS, MESMO QUE ESTEJAM A VIVER ABAIXO DO NÍVEL, PORQUE DETÊM UMA PARCELA DE PODER.
SR. PROF. A CONSTITUIÇÃO QUE O SR. USA COMO BÍBLIA NÃO MANDA JUNTAR, SOMENTE; TAMBÉM MANDAR SEPARAR.
UM DIA DESTES AINDA ME VOU LEMBRAR DA GREVE QUE O GOVERNO, CHEFIADO PELO ALMIRANTE, PINHEIRO DE AZEVEDO, DECRETOU, O MESMO QUE CONSEGUIU HISTORIFICAR A HUMANA EXPRESSÃO «BORDAMERDAPRÓFACHISTA», DISSE A PROPÓSITO DAS ACUSAÇÕES QUE FAZIAM AO GOVERNO NO EXERCÍCIO DO DIREITO À GREVE, QUANDO OS TRATORES GUIDADOS PELOS LEGIONÁRIOS, RECÉM-CONVERTIDOS ESPECIALISTAS EM LERPA, BISCA LAMBIDA, SETE E MEIO E SUECA, GRUPO "AD HOC" QUE A FAÇÃO COMUNISTA CRIOU NO ALENTJO, VEIO SITIAR A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, ONDE SÓS OS PUROS COMUNISTAS TIVERAM DIREITO A REFEIÇÃO.
(José Azvedo)


A GREVE DOS JUIZES<CLICAR>

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

AINDA E SEMPRE OS ENFERMEIROS ESPECILISTAS DE CARREIRA

A SENHORA MINISTRA DA SAÚDE DISSE:

NB: QUALQUER PESSOA DE RETA INTENÇÃO PODE FAZER ALGUMAS PERGUNTAS:

1 - SE OS SINDICATOS EM 2009 ABDICARAM DAS ESPECIALIZAÇÕES ESTAREM INCLUÍDAS NA CARREIRA COMO CATEGORIA, POR QUE ANDAM A LUTAR EM 2018, COM PLENO CONHECIMENTO DA SENHORA MINISTRA DA SAÚDE, PARA AS INCLUÍREM, NOVAMENTE, NO "ACT"  FENSE E TAL INCLUSÃO TEM SIDO POSTAS EM DÚVIDA, POR QUEM E PORQUÊ?

2 - QUE SINDICATOS É QUE ACORDARAM ABATER AS ESPECIALIDADES NA CARREIRA, TERÃO SIDO OS MESMOS QUE AGORA RECUSAM A SUA, INCLUSÃO?

3 - OU DITO DE OUTRA MANEIRA, O QUE ENTENDE A SENHORA MINISTRA POR SINDICATOS DE ENFERMEIROS?

4 - OU SERÁ QUE SÓ RECONHECE COMO SINDICATOS DE ENFERMEIROS OS DO PCP?
José Azevedo e Fernando Correia

domingo, 25 de novembro de 2018

JOGADA DE ANTECIPAÇÃO EM PREPARAÇÃO




Fundamentos da greve nos dias 26, 27 e 28 de dezembro


1.   1 - Repúdio veemente do projeto de Decreto apresentado, abruptamente, no decurso de processo negocial, em 20.11.2018, pois que o Ministério da Saúde, com esta sua atitude,
2.    2 - Interrompe o processo negocial de um ACT, que está em curso e em que já tinham sido acordadas algumas cláusulas, que aquele põe, agora, em causa;
3.    3 - Dá o dito por não dito, não honrando os seus compromissos, sucessivamente reiterados, assumidos em público e em privado, como é do conhecimento da Ministra da Saúde, que, agora, assim age;
4.   4 - Insulta e humilha os Enfermeiros, desrespeitando a lei, desonrando o que em tese a honrou, manifestando baixa consideração pelo papel que os mesmos desempenham no SNS;
5.  5 -  Enfim, mas não  finalmente, manifesta a sua intenção de calar os Enfermeiros com a revogação do artigo 22.º do Decreto-Lei n. 248/2009, de 22.09, que lhes dá, expressamente, o direito de negociação coletiva das matérias da sua carreira especial para a celebração de um IRCT, optando pela via autoritária em detrimento da via democrática.

 NB: SÃO SÓ OS TÓPICOS, PARA NÃO ASSUSTAR; É SÓ PARA AVISAR

José Azevedo e Fernendo Correia

MARTA TEMIDO PROVOCA-NOS 2 VEZES EM 20 PALAVRAS








NB: "A VIDA É APRENDIZAGEM", DIZ K. POPPER.
SENDO ASSIM, E É: SUA EXCELÊNCIA A MINISTRA VAI TER DE APRENDER, E QUANTO MAIS CEDO MELHOR, QUE UM REVOLUCIONÁRIO NÃO ADMITE SER PROVOCADO; ELE É QUE PROVOCA.
COM QUE ENTÃO FORAM OS SINDICATOS QUE ESTIVERAM DE ACORDO NA RETIRADA DA ESPECIALIDADES DA CARREIRA, DIZ MARTA TEMIDO.
QUE ENTENDERÁ A MS POR SINDICATOS?
SERÃO SOMENTE OS DE TENDÊNCIA COMUNISTA, QUE NÃO SÃO MAIS QUE PROLONGAMENTOS ESPÚRIOS DO PCP!?
SE NÃO É PARA NOS PROVOCAR, DEVE ESTAR LEMBRADA DOS ESFORÇOS E APELOS À UNIÃO QUE O SEP FEZ PARA NOS APANHAR PRINCÍPIOS COMUNS DE NEGOCIAÇÃO, PONDO OS SEUS MASCOTES A LUDIBRIAR AS ALMAS PURAS E SÃS DE QUE DIVIDIDOS NÃO CONSEGUIMOS NADA.
MAS ASSINAR UM DOCUMENTO PARA SER DESVIRTUADO COMO FOI O DE 2009, É BEM PIOR.
SE A MS ENTENDE QUE SINDICATOS SÓ HÁ UM O DO PCP E MAIS NENHUM; ASSIM AS SUAS PALAVRAS FAZEM SENTIDO.
TALVEZ AINDA ANTES DA LONGA PEREGRINAÇÃO QUE FEZ A FENSE PASSAR, COM RODEIO À VOLTA DA PROPOSTA DE ACT, JÁ NÓS TÍNHAMOS SIDO INFORMADOS QUE UMA DAS MISSÕES DO SEP ERA O TAL DOCUMENTO DE PRINCÍPIOS, ALÉM DE FAZER O CONTRÁRIO DA FENSE, PARA PROLONGAR AS NOSSAS NEGOCIAÇÕES  COM O OBJETIVO DE CRIAR AS CONDIÇÕES, PARA FAZER O QUE MARTA TEMIDO FEZ SEM ACORDO COMUM PRÉVIO, ASSUMINDO, POR SI SÓ A RESPONSABILIDADE DO QUE SE DESENHA NO HORIZONTE.
SÓ POR CURIOSIDADE: POR QUE SE  CALOU O SEP ACERCA DO PROJETO DE DIPLOMA QUE TODOS CONTESTARAM E REVOGA O ARTIGO 22º DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA?

PORQUE É UM DECAPITADO E NÃO CONSEGUE INTUIR QUE O SEU SILÊNCIO É COMPROMISSO ENSURDECEDOR.

ORA É POR DE MAIS EVIDENTE QUE NA 2ª SÓ CAI QUEM QUER.
NEM A CANDEIA DA FLORENCE DÁ TANTA LUZ AOS ENFERMEIROS COMO EM TÃO POUCOS DIAS DEU Sª.Eª. A MS.
PARA JÁ POUPA-NOS MUNIÇÃO, POIS COM UM SÓ TIRO ATINGIMOS 2 COELHOS.

A 2ª PROVOCAÇÃO É FINGIR QUE RECONHECE A JUSTIÇA DAS NOSSAS REIVINDICAÇÕES, MAS NÃO DÁ UM PASSO PARA NOS FAZER JUSTIÇA.
SE PRECISAR QUE LHE LEMBREMOS QUAIS AS QUE ATENDEU EXCLUSIVAMENTE ENFERMEIRAS, NÓS LEMBRAMOS, COMO POR EXEMPLO A BANDALHEIRA QUE VAI POR ESSE PAÍS, COM A REDUÇÃO/AUMENTO DAS 35 HORAS SEMANAIS.

UM DOS INSULTOS MAIS ATUAIS É DIZER QUE O GOVERNO FAZ ESFORÇO PARA ATENDER AS REIVINDICAÇÕES DOS ENFERMEIROS:

QUAIS;
QUANTAS;
COMO;
ONDE?

TEMOS MUITO RESPEITO E CONSIDERAÇÃO PELA SENHORA MINISTRA, MAS NÃO ACEITAMOS MAIS PROVOCAÇÕES.
ESTAMOS A DEIXAR QUE OUTROS FAÇAM O SEU LANÇAMENTO DE FOGUETES, MAS SE NÃO FECHARMOS O ACT, COM ÊXITO, A GIRÂNDOLA FINAL VAI SER DA FENSE.

José Azevedo e Fernando Correia

VAMOS VER SE TEMOS MAIS SORTE COM A SUBSTITUTA ANUNCIADA




O CÃO SÓ DISSE O QUE O DONO BURRO PENSA



POBRE CÃO QUE TENS ESSE DONO<CLICAR>

NB: ESTE CACHORRO TEM UM CONCEITO DO QUE É SER MÉDICO, QUE PENSA QUE TODA A GENTE QUER SER ISSO: MÉDICO E SE FOR ENFERMEIRO TERIA DE SER MÉDICO DE 3ª.
A SOCIEDADE HABITUOU ESTES CACHORROS A SEREM OS ÚNICOS DOUTORES.
NEM É PRECISO SABER-LHES O NOME, BASTA DIZER SR. DR....
ESTÃO TÃO HABITUADOS AO SEU EGOCENTRISMO E A ESPEZINHAR OS ENFERMEIROS QUE LHES DÃO O SER, OS CACHORROS, COMO ESTE QUE LADRA, JULGAM-SE SUPERIORES A TUDO E A TODOS.
PERCEBI, FINALMENTE, PORQUE É QUE, QUANDO TERMINEI O CURSO DE FILOSOFIA, O QUE COINCIDIU COM A INCLUSÃO DO 1º CARRO DA ENFERMAGEM, NO CORTEJO DA QUEIMA DAS FITAS OS FINALISTAS DA MEDICINA SE OPUNHAM À INTEGRAÇÃO DO REFERIDO CARRO, NO CORTEJO.
O ESTUDANTE RESPONSÁVEL PELO CORTEJO ATIROU:«SÓ OS IDIOTAS E ATRASADOS MENTAIS É QUE CURSAM MEDICINA».
SÓ HOJE. PERCEBI, PLENAMENTE, O QUE ESTE CACHORRO DISSE COMO VOZ DO DONO.
COLEGAS, PENSEM NISTO E NO CACHORRO, ANIMAL DÓCIL, QUE MERECIA  UM DONO MELHOR.
VEJAM COMO O ANIMAL FALA DA ESPECIALIDADE ENFERMEIRA;
VEJAM O QUE DIZ DA NOSSA LICENCIATURA QUE NOS CONDUZ A MÉDICOS DE 3ª.
COMPAREM O QUE O CACHORRO DIZ COM O QUE O GOVERNO SOCIALISTA NOS ESTÁ A FAZER APOIADO PELOS LADOS DA TRÍADE. E COMEÇOU A DESTRUIÇÃO EM 2009.
ÀS VEZES DIZEM QUE FALO DOS ANIMAIS, COMO ESTE EXEMPLAR, COM INVEJA E DESPEITO, POR NÃO TER SIDO MÉDICO.
ORA NÃO SENDO ATRASADO MENTAL O TEMPO TODO E SEM FALSA MODÉSTIA, COM 3 LICENCIATURAS E UM MESTRADO EM ÉTICA, QUE COMPLETEI; TODOS ASSENTES NUMA 4ª CLASSE  FEITA, EM BOM TEMPO, NÃO POUPO ESTE CACHORRO, QUE NEM OS CÃES RESPEITA, POIS FICAS A SABER, CÃO RAFEIRO, QUE A TESE QUE DEFENDI NO MESTRADO DE ÉTICA, DE QUE TE POSSO OFERECER UM EXEMPLAR ESCRITO SÓ RECONHEÇO O DIREITO AO RESPEITO, POR QUALQUER ANIMAL, COMO TU, CACHORRO, DESDE QUE RESPEITE OS OUTROS.
QUANDO ISSO NÃO ACONTECE, AINDA ESTÁS COM ALGUMA SORTE, PORQUE PODIA USAR OUTRO TIPO DE RESPOSTA.
MAS COMO DEMONSTRAS QUE ESCONDES A TUA LICENCIATURA EM MEDICINA, ATRÁS DO FOCINHO DE UM SIMPÁTICO CACHORRO, FICO-ME POR AQUI, PORQUE TENHO DE COMER O PÃO COM O SUOR DO MEU ROSTO.
SENDO ENFERMEIRO NÃO PARASITO NO ESTATUTO DA PROFISSÃO  COMO, CÃO RAFEIRO.
PARA TERMINAR MESMO, OS ENFERMEIROS VÃO TER AQUILO QUE MERECEM.
CLARO ESTÁ: TÊM DE TRABALHAR MAIS DO QUE OS QUE SE SENTAM NUM ESTATUTO MISTO DE XAMANISMO, E USO INDEVIDO E OPORTUNISTA DA CIÊNCIA E, AINDA, SE EMPOLEIRANDO  NO TRABALHO DOS ENFERMEIROS LICENCIADOS DE 1ª E ARTISTAS AUTÊNTICOS.
TERIA UM VELHO COLEGA DE FACULDADE RAZÃO QUANDO DISSE, A PROPÓSITO DO CARRO DA ENFERMAGEM, QUE, PARA MEDICINA SÓ VÃO OS ATRASADOS MENTAIS?!
QUE CADA ENFERMEIRO SE CONCENTRE NESTA CLASSIFICAÇÃO E RESPONDA POR SI.
José Azevedo - Mestre em Ética para a Saúde pela UCP.


CÓLGOTA

POST SCRIPTUM:

O cachorro falante classificou os  Enfermeiros licenciados como médicos de 3ª, por não haver de 1ª e de 2ª.
Feita uma pesquisa mais aprofundada descobriu-se que os médicos de 1ª e os de 2ª  foram crucificados com Jesus Cristo, no Gólgota, na 6ª feira santa:
Cristo foi acusado de se classificar como rei dos judeus:
O médico de 1ª andava com uma cobra enrolada num pau a promover hipocondríacos saudáveis por serem os mais rentáveis:
O médico de 2ª andava com 2 cobras enroladas num pau a tentar curar os hipocondríacos, que o de 1ª convencia de que eram doentes.

Este foi o que Cristo convidou a estar com ele no Paraíso, nessa noite.
Presume-se que tenha cumprido a promessa, pois junto da cruz só foi encontrado o cajado com as cobras enroladas a comerem-se uma à outra.
O médico de 1ª entrou em putrefação, que o odor nauseabundo e a decomposição denunciavam.
Por isso o bicho canino só viu a hipótese de pensar: às 3 é de vez e surgiu a ideia do médico de 3ª, que na dimensão real, corresponde  ao de 1ª.
José Azevedo

«Quando risonho despontava o dia/
Já desse drama nada restava, então/
Mais que um tumba funeral vazia/
Quebrada a lousa por ignota mão!» (in Soares de Passos - Noivado do Sepulcro)

sábado, 24 de novembro de 2018

GREVE CIRÚRGICA



GREVE CIRÚRGICA<CLICAR>

NÓS E A SARNA NA ORTOPEDIA DO S. FRANCISCO XAVIER



NÓS E A SARNA<CLICAR>

NÓS E A SARNA 2<CLICAR>

NÓS E A SARNA 3 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 4 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 5 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 6 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 7 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 8 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 9 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 10 <CLICAR>

NÓS E A SARNA 11 <CLICAR>

DGS CONFIRMA A SARNA<CLICAR>

PRINCÍPIO DE PETER VISTO DE OUTRO ÂNGULO





NB: 
UM IDIOTA TENDE A ESCOLHER OUTRO AINDA MAIS IDIOTA, PARA LIDERAR A IDIOTICE, QUE SE O NÃO FOSSE NÃO PODIA SER O IDIOTA A LIDERAR A COISA.
ASSIM SE ATINGE O PRIMADO DA INCOMPETÊNCIA. (José Azevedo)

OS EPITÁFIOS À CORREIA DE CAMPOS


E.T.
SÓNOS RESTA PEDIR DESCULPA AOS AUTORES DO LIVRO POR TERMOS CONFUNDIDO O APRESENTADOR DA OBRA COM OS AUTORES DA MESMA.
PARA NÓS, DE QUALQUER MODO, ESCOLHER UM APRESENTADOR DAQUELES É VOTAR A OBRA AO FRACASSO. MAS GOSTOS SÃO GOSTOS E CADA UM TEM OS SEUS. (José Azevedo)


E ELE LARGOU O FOTOGRAFO DO SEU LIVRO ANTERIOR. AGORA SAIU OUTRO LIVRO EM 20/11/2018.
DIZ ELE, O SABIDOLA, QUE O DIRETOR NÃO TEM O DIREITO DE ESCOLHER A SUA EQUIPA!...
NEM A FAZER AS OBRAS DESNECESSÁRIAS E QUE NEM USA!...
E A EQUIPA NÃO TERÁ TAMBÉM O DIREITO DE ESCOLHER O SEU DIRETOR.
TERÁ CONSCIÊNCIA DA M... QUE FEZ NOS CUIDADOS PRIMÁRIOS COM OS COORDENADORES/AS E O AMBIETE QUE SE VIVE QUANDO OS DEMOCRATAS PÕEM, DE DEDO NO AR, EM CONSELHO, UM OU UMA COLEGA FORA DO GRUPO, SÓ PORQUE TEM UM SENTIDO DE RESPONSABILIDADE MAIS APURADO, E INCOMODA, PORQUE NÃO ACEITA DOMICÍLIOS EFETUADOS PELO TELEFONE, CUIDADOS FITÍCIOS...
QUEM SÃO ESSE DIRETORES QUE NÃO SE ADPTAM À EQUIPA?
BASTARIA ISTO PARA NÃO APROVAR A DIREÇÃO DESTE DIRETOR.
E ONDE FORAM BUSCAR ESSA PREPOTÊNCIA DE TEREM DE TER UMA EQUIPA DE SERVIÇAIS OBEDIENTES, NA QUAL POSSAM DESCARREGAR OS TIQUES.
ESTE GAJO, NÃO LHE BASTA CONFUNDIR EFICIÊNCIA COM EFICÁCIA, DEMONSTRA NÃO PERCEBER NADA DE ADMINISTRAÇÃO COM PESSOAS.
POR ESTES INDÍCIOS SE PODE PERCEBER POR QUE ME DEMITIU 2 VEZES.
SE ELE PERCEBESSE POR QUE LEVAM OU LEVAVAM OS MINEIROS OS CANÁRIOS PARA AS MINAS, TAMBÉM DEVIA PERCEBER QUE A POSSIBILIADE DE ESCOLEHER OS LACAIOS É UM ERRO DE PALMATÓRIO, POIS SERVIÇO QUE NÃO TEM OS SEUS REFILÕES CONTRA O QUE ESTÁ MAL E O QUE ESTÁ BEM, NÃO É UM SERVIÇO DE PESSOAS; É DE DECAPITADOS QUE NEM PODEM PENSAR POR SI, ISTO PARA NÃO LHE DAR A ESTE TEÓRICO DE PACOTILHA, EXEMPLOS MAIS PROFUNDOS, QUE NÃO ENTENDERIA.
MAS NÃO O CULPEM: A CULPA É DE QUEM LHE COMPRA OS EPITÁFIOS DE MINISTRO E LHE DÁ OUVIDOS A TEORIAS INFUNDADAS, LOGO FALSAS, TAIS COMO A DA ESTRAFEGA A QUE SUJEITOU O SNS COM AS PPP. EU ASSISTI À VENDA DA DE BRAGA, FEITA PELO INSIGNE - FICANTE - PALRANTE
FALTA-NOS O REI JOÃO CARLOS DE ESPANHA PARA LHE DIZER COMO DISSE AO FALECIDO VENEZUELANO: «POR QUE NÃO TE CALAS...».
TEM ALGUMA PILHÉRIA, QUANDO PARTE CADEIRAS E TOMBA LOUCEIROS PARA A TELEVISÃO, MAS A FALAR DE ADMINISTRAÇÃO DA SAÚDE, AO CRIAR UM GRUPO DE NASCIDOS PARA MANDAR, COMO ELE E SUA FAMÍLIA NASCERAM, NÃO SE DÁ CONTA DO FENÓMENO DO LIDER INFORMAL, QUE ADMINISTRA O CIRCULO INFORMAL, CALMA E NATURALMENTE.
O VILÃO DE CHICOTE NA MÃO JÁ NÃO COLA, MESMO QUE O CHICOTE SEJA UMA METÁFORA, NEM POR ISSO DEIXA DE O SER.
É UMA PENA QUE OS ENFERMEIROS SE DEIXEM SUBORDINAR, POR ESTES MANDANTES, COMO ESTÁ A ACONTECER.
TEMOS NESTE GAJO UM BOM EXEMPLO DOS QUE REJEITAM A FIGURA DE DIRETOR NOS ENFERMEIROS, SEM SABEREM PORQUÊ.

COLEGAS, ESTAI ATENTOS ÀS MANOBRAS DESTE INSIGNE...
PARA DISTINGUIRDES O CERTO DO ERRADO.

José Azevedo