domingo, 30 de setembro de 2018

A NÃO LEGITIMIDADE DOS FISCAIS HOSPITALARES


MÉDICOS FISCALIZAM HOSPITAIS PRIVADOS


[Inspeções vão começar em breve e serão especialmente focadas nos atendimentos nas urgências.
O aviso será feito de véspera, por cortesia. Os hospitais privados vão ser palco de visitas dos responsáveis da Ordem dos Médicos, desde logo, do próprio Bastonário.
As inspeções serão realizadas nos moldes das ações levadas a cabo no SNS e, também, como na rede pública, pretendem fazer um levantamento, sobre as condições da prestação de cuidados.
Sem adiantar por onde vai começar, o Bastonário, Miguel Guimarães afirma, apenas, que as urgências são um dos focos principais. No caso, as condições concretas em que os doentes são tratados, por exemplo, se há ou não especialistas, em presença física e de que áreas médicas. (colorido é nosso).
Miguel Guimarães revela que a Ordem dos Médicos não tem problemas referenciados nas unidades privadas, contudo “há questões relativas ao Serviço de Urgências”. Segundo o Bastonário, muitos hospitais, incluindo alguns dos maiores, publicitam o atendimento a doentes urgentes, mas com médicos de chamada, isto é; sem estarem no hospital.
Para o Bastonário, este expediente não é benéfico para a qualidade da assistência e é necessário saber, onde existe, alertar e informar a população.] (fonte – Semanário Expresso de 29/09/2018 – última página).
COMENTÁRIO NOSSO:
A minha querida Tia Dúvida da Conceição, Enfermeira dos pés à cabeça, mandou-me ler este texto e dizer o que pensava, com receio do contágio, à nossa Ordem dos Enfermeiros, cuja função é igual: assim como duas gotas de água. (que me perdoem os “idolatromédicos”).
A primeira reação foi: sendo o Dr. Miguel Guimarães um homem bom e sábio, quem seria a b… que lhe pôs este texto para ele assinar, sem ler?

Depois, veio-se-me à cabeça a cena do DR Sarmento em Amesterdão da Holanda, que, numa das ações de formação patrocinada por um laboratório fornecedor de sabão líquido, ao mudar de página, no computador da exposição, por sinal, de fabrico holandês, partiu uma clavícula.
Chamado o 112, lá do sítio, menos amarelo que o nosso, foi levado ao Serviço de Urgências, onde não esperou para ser atendido por um Enfermeiro, que, de acordo com as boas práticas, como soe dizer-se, o radiografou, reduziu o S clavicular à posição normal e enfaixou.
Quando o Enfermeiro ia assinar a alta é que foram elas…
O DR. Sarmento exclamou, perante o silêncio reinante: «Daqui não saio, daqui ninguém me tira SEM SER VISTO E "ALTADO" POR UM MÉDICO».
Pacientemente, o Enfermeiro e, para satisfazer a vítima, informou-se de onde vinha e lá falou com o comité organizador do evento, para que mandassem um Médico de lei e das clavículas partidas a mudar folhas, no computador, em eventos formativos.
Lá veio um Médico, que passou uma pç… ao DR. Sarmento e lembrou, perguntando:

- Foi mal atendido? (Não)

- Sabia que, está na Holanda, e não, em Portugal? (Sim)

Perante as respostas ”não”, na 1ª pergunta e “sim”, na 2ª, do DR. Sarmento, o Enfermeiro de serviço manteve o (OR) (Olho da Rua), na ficha de alta e o DR. Sarmento, lá veio de braço atado, ao ombro,  para Portugal, escandalizado, por no país das tulipas, que, habitualmente, ocupa o 1º ou 2º lugares na classificação (ou ranking) internacional da assistência; ser atendido por um Enfermeiro, nas Urgências, mas pior ainda, por a alta ser dado pelo Enfermeiro, que fez o serviço, por sinal, bem feito.

Quando me apresentava este episódio como um troféu vergonhoso da sua vida, respondi-lhe:
E teve sorte, porque se fosse na Austrália, era bem capaz de nem ter de esperar pelo Médico, que está de chamada, visto que NÃO HÁ MÉDICOS EM PRESENÇA FÍSICA NOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA; só há Enfermeiros, que determinam a presença do Médico, somente, quando a urgência ultrapassa os limites enfermeiros!

Se têm dúvidas, perguntem ao DR. Costa Maia, o que viu e como, na Austrália, nos Serviços de Urgências, da capital do país e fora dela…, quando foi, em missão, à procura de elementos para o batismo do “EMERGENSISTA”, que fazia a sua aparição , em Portugal original. «Só vi Enfermeiros, nas urgências por onde passei, em Sidney e Melbourne, disse ele»!

Finalmente, sendo o papel da Ordem vigiar os comportamentos fora das “leges artis
dos seus Membros, não parece correto a OM atuar nas instituições, públicas ou privadas, que não têm infrações ao “leges artis”, porque não há ação, ou seja; não há artista, no local.
Quando os Enfermeiros, em Portugal, imitarem os da Holanda e ou, da Austrália e exigirem o reconhecimento do primeiro embate com as situações de urgência, vamos mesmo cair nos especialistas, e não só, de chamada. 

No poupar é que está o ganho!

Quem pôs este papel infeliz para o Sr. Bastonário OM assinar, deve ter sido um sindicalista(?), que quer aumentar os locais de emprego para os Médicos Especialistas (são todos), e ele, o Sr. Bastonário, assinou um disparate destes, só atenuado pelo chavão do AVISO À POPULAÇÃO, (o politicamente correto), já que não temos delatores ou câmaras de vigilância das más práticas.

Não é verdade que a 1ª hora dos atendimentos de urgências é feita pelos Enfermeiros?
Então por que esperam, ó senhores reformadores do SNS, no alargamento, até à supressão de espaços mortos, com presenças desnecessárias, se não mesmo inúteis e perturbadoras?!

Porque não pertencemos ao grupo dos I.U. da COMPLEMENTARIDADE, advogamos esta prática corret...íssima dos hospitais privados, na esperança de serem copiados pelos públicos.

E vós, REFORMADORES DA COISA, em quem depositam infundadas esperanças; se não sois capazes de ver a essência destas diferenças substantivas, reformai-vos vós, para que o SNS se possa reformar, por inércia.
José Azevedo



sábado, 29 de setembro de 2018

MINISTRO DA SAÚDE

E QUE O DIABO O ESCONJURE POR NÃO DAR RAZÃO AOS ENFERMEIROS E CONSIDERAR AS SUAS GREVES ILEGAIS E IMORAIS E SABE-SE LÁ; QUE MAIS!

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

BASTONÁRIA AO DIÁRIO NOTÍCIAS MADEIRA



A cardiotocografia (CTG) inspirou a Ordem a atuar:
Se as Enfermeiras fazem observações, através da ctg o que é invadir a área da parteira;
Como se isso não bastasse a Ordem vai mover acções contra os Médicos por usurpação de função, quando atuam no parto eutócico, que é da parteira e não do Médico.
Vamos ver o que vai dar esta reposição das competências da parteira, retiradas do Médico, por ser uma usurpação de funções, visto que a eutocia é da parteira, porque trata do parto eutócico ou natural, normal.
Vai ser interessante assistir a esta prova de defesa de tão elevado interesse para com a falta de respeito pela função parteira, na arte de parir.
Será desta que o comércio das cesarianas vai diminuir?
(José Azevedo)







BASTONÁRIA NA MADEIRA<CLICAR>

BASTONÁRIA FALA À SIC<CLICAR)

HÁ ENFERMEIROS QUE DESISTEM DA PROFISSÃO<CLICAR>

AOS ESTUDIOSOS E AMIGOS DE SABER


AOS ESTUDIOSOS <CLICAR>

MINUTA PARA REQUERER AVALIAÇÃO DESEMPENHO



MINUTA PARA REQUERER A AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

EXMO SR. PRESIDENTE do CA (nos hospitais) do CD (nas ARS)

Nome, António ou Maria, ou Carla ou Nandocasximenio…
Como CTFP, vem requerer ao abrigo dos artigos 43º a 53º do DL 437/91, de 8 de novembro, mantidos em vigor pelo art.28º do DL 248/2009 de 22 de Setembro, a avaliação do desempenho;
Como CIT, ao abrigo da cláusula 3ª do ACT. Parcelar, para CIT, de 22/03/2018 – BTE nº11, que seja avaliado/a segundo o teor e oportunidade da CI nº 18/2014  de 29 de Maio, da ACSS, para efeitos de progressão escalonar nos termos do art.º 44º do DL 437/91 de 8 de Novembro, com as alterações introduzidas pelo art. º 44º DL 412/98 de 30 de dezembro.
Pede Deferimento,
Data,

Assinatura

NB: artº 17º do DL 437/91 de 8 nov - rogressão na categoria
Artigo 17.º
Progressão
A mudança de escalão dentro de cada categoria verifica-se após a permanência de três anos no escalão anterior e avaliação de desempenho de Satisfaz.
Artigo 59.º
Incentivo para o exercício de funções na área de cuidados de saúde primários
1 - É criado um incentivo para o exercício de funções na área de cuidados de saúde primários, que consiste na redução do tempo necessário para a progressão na carreira.


2 - O tempo de serviço prestado em estabelecimento da área de cuidados de saúde primários determinará, em cada ano, a redução de dois meses para mudança de escalão.

NB: AUDIO ESCLARECEDOR DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO CONTRA ATITUDES ASNÁTICAS DO SEP E AFINS

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

O ABANDONO DOS SERVIÇOS É A PROVA SEGUINTE.


{Caros colegas, infelizmente tomamos conhecimento que foi hoje publicado e referido também em estação de rádio nacional que as enfermeiras parteiras admitiriam abandonar o local de trabalho e que o Senhor Enfermeiro José Azevedo seria o porta-voz do Movimento Enfermagem Unida - Movimento de enfermeiras parteiras! Enquanto Associação Movimento Nacional Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstétrica, REPUDIAMOS este tipo de atitude, negamos qualquer envolvimento com este tipo de contestação e desconhecemos qualquer movimento inerente à nossa especialidade que tenha sido criado. Lamentamos que sejam tomadas este tipo de atitudes, em que envolvem a nossa especialidade sem a nossa autorização e conhecimento prévios. Lutaremos sempre com ética e transparência!
#JUNTOSSOMOSMAISFORTES
Chantal Prudêncio, A Presidente da Associação MNEESMO.}


Parteiras admitem abandonar local de trabalho 26 set, 2018 - 00:51



ENFERMEIROS

Parteiras admitem abandonar local de trabalho se negociações com Governo

falharem

As enfermeiras parteiras pedem a "inclusão da sua especialidade na

carreira". O abandono dos locais de trabalho "não se trata de uma ameaça",

esclarece o presidente do Sindicato dos Enfermeiros. "É algo que fica em
suspenso."
LUSA 25 de Setembro de 2018, 23:09



ENFERMEIROS

Parteiras admitem abandonar local de trabalho caso falhem negociações com

Governo

25/9/2018, 23:49

À margem de uma vigília do movimento criado pelas enfermeiras parteiras, o

Presidente do Sindicato dos Enfermeiros garantiu que não se trata de uma
ameaça, mas sim "algo que fica em suspenso".


RESPOSTA 
A

Não sabemos, ao certo, o que leu e ouviu ou ouviram por ela a Presidente da MNEESMO.
O que sei e reafirmo é exactamente o contrário do que diz a Senhora Presidenta.
Mas convém esclarecer a classificação de porta-voz de movimentos, que eu não sou, nem me delegaram essa função.
Sabemos que se a avenida estivesse cheia de Enfermeiros, até se atropelavam para ficarem na fila da frente, como isso não aconteceu, agradecemos à Tuna da Escola de Enfermagem do Porto o seu prestimoso contributo e aos presentes, que se disponibilizaram, para ouvir, de mim os esclarecimentos do ponto da situação negocial do ACT proposto pela FENSE.
Esclarecemos, quer pessoalmente, quer pelos Comunicantes, que fizemos exatamente o contrário:
Se alguém estava a pensar abandonar os serviços, parteiras e não só, esqueça isso por uns dias, porque estando as negociações em bom ritmo, se não houver mais nenhuma das surpresas com que temos estado a ser empatados, abandono do serviço, é uma hipótese adiada e, ao contrário do que se diz, para intimidar os interessados no abandono, se for o Sindicato a ditar essa forma de greve ela passa a estar abrangida pela lei da greve e não pelo estatuto disciplinar.
Se a Senhora Presidenta ouviu ou lhe disseram outra coisa, não é da nossa autoria, pois nem a manifestação foi convocada por nós, como sabe e disse, nem estamos a ingerir nos serviços de grupos, seu ou outro, enquanto tal, pois o nosso grupo chama-se Sindicato dos Enfermeiros e só.
Diz-se: UNIDOSSEREMAISFORTES,

Mas também se pode dizer:« DIZ-ME’COM’QUEM’ANDAS’E’EU’DIGO-TE’AS MANHAS’QUE’TENS.»

Para terminar com chave de ouro, confirmamos que não servimos de calçadeira de quem quer que seja, pois damos apoio a todos os que vierem de boa-fé, servir os Enfermeiros.

(Fonte: Semanário Expresso de 15709 2018)

MAS NÃO FOI DA FINLÂNDIA QUE VEIO A IDEIA DO ABANDONO DO LOCAL DE TRABALHO MAS DAQUI, BEM PERTO DE NÓS COMO SE PODE LER NO JN DE 16/03/1976

QUEM NÃO GOSTA DE OUVIR FALAR NISTO SÃO OS COMUNISTAS, PORQUE NÃO ESTIVERAM LÁ. FORAM EXPULSOS DO SINDICATO DOS ENFERMEIROS DA ZONA SUL E ILHAS - SEP A PARTIR DE JULHO DE 1987.
FICA A DÚVIDA SE TIVESSEM ESTADO, TERIA SIDO POSSÍVEL ESTE ÊXITO?
PESSOALMENTE CREIO QUE NÃO.
José Azevedo






O ABANDONO DOS SERVIÇOS É A PROVA SEGUINTE<CLICAR>

Ó MATIAS ALEX, SÓ TU PARA ME FAZERES RIR COM 3XGREVE E A EFICÁCIA DO MS


Senhor MINISTRO da SAÚDE

           - Em primeiro lugar felicita-lo por não ceder a revindicações dos enfermeiros , pela forma como as fazer , com base na GREVE SOBRE GREVE , as quais os portugueses nas redes sociais tem uma parte ideológica . Reconhecer sim mas dentro do razoável e tendo como base toda a FUNÇÃO PÚBLICA .

         - Recorrendo a GREVES CONSTANTES PARA NUMA TENTATIVA DESESPERADA PORÉM A OPINIÃO PÚBLICA CONTRA O GOVERNO JULGO QUE COMEÇA A TER UM EFEITO PRECISAMENTE CONTRÁRIO.

         - Quais as diferenças efetivas entre um enfermeiro em iguais circunstancias entre o setor público e privado em matéria salarial , horários , e carreiras ?

         - Está na altura dos enfermeiros que não se sentem bem no SNS saírem e irem para o privado pois há muitos no país e estrangeiro a necessitar de trabalhar .

       - Não ceder sobre pressão é fundamental pois a maioria dos portugueses assim pensa , não esquecer que na AR existem deputados ligados aos hospitais privados .

      - Dignificar sim mas sem demagogia nem pagar aquilo que não podemos pagar . TRISTE QUE DO SILÊNCIO DE 5 ANOS APARECEM AGORA EM CORO A QUERER TUDO E DE UMA VEZ E JÁ .

      - Abaixo pode ver o que as redes sociais dizem quais as causas de tudo de uma vez e de tanta greve , e é mesmo por isso que é considerado um excelente ministro.

      - Hoje tenho médico de família e funciona melhor que qualquer hospital ou clinica privada em qualidade e rapidez no atendimento.

Atenciosamente

AC Matias

                 EDITADO -  REDES SOCIAIS
A GREVE DOS ENFERMEIROS
E o porquê de tanta agitação agora.
E tanto recato no tempo do governo Passos
.




NB: NÃO É PRECISO IR A CACILHAS OU LOURINHÃ, UNIVERSIDADES CÉLEBRES EM SABERES ASNÁTICOS DE ALTÍSSIMO TEOR CIENTÍFICO, A RONDAR OS 99% DE INFALIBILIDADE, PARA SE PERCEBER DE QUE LADO TE DÓI, Ó CARO MATIAS RATOS, PORQUE DEIXASTE A ROSA PÁLIDA FORA DO BOLSINHO DO LENCINHO DE CHEIRO PARA ATRAIR MINHOCAS E ISSO DENUNCIA-TE.
O DESPREZO QUE O PARTIDO SOCIALISTA TEM PELOS ENFERMEIROS ESTÁ PATENTE NA DESTRUIÇÃO DA SUA CARREIRA; ESTÁ BEM VISÍVEL NO DL 248/2009/ 22 DE SETEMBRO, REINAVA O TEU CAMARADA SÓCRATES, O MARQUÊS, NÃO O GREGO, E SAUDAVA NA SAÚDE PIZARRO MANUEL, AUTOR DO INSULTO AOS ENFERMEIROS.
HOJE, ALGUNS DOS AUTORES DESSE DESASTRE ENFERMEIRO, JÁ ANDAM A CLAMAR PELA MUDANÇA NA ADMINISTRAÇÃO, PORQUE A SUA SEGUEIRA "MATÍASCA", NÃO OS DEIXOU VER O QUE DESTRUIAM NA ORGANIZAÇÃO INTERNA DOS SERVIÇOS. ASNOS!

OS ENFERMEIROS NÃO QUEREM TUDO DUMA VEZ SÓ; QUEREM AQUILO A QUE O MÉRITO DO SEU TRABALHO DÁ DIREITO, QUE TEM O GRAU 3 DE COMPLEXIDADE, NO EXERCÍCIO, POR SINAL O GRAU MÁXIMO DA ESCALA.

DIZER QUE O MINISTRO DA SAÚDE É O MAIOR POR NÃO ATENDER AS REIVINDICAÇÕES DOS ENFERMEIROS 3XGREVE, COMO DIZES, Ó MATIAS, TRANSFORMA-TE NUMA ESPÉCIE DE TOUPEIRA (não confundas com a do Benfica), POIS NÃO SÃO SÓ OS ENFERMEIROS QUE DIZEM QUE SE NÃO FOSSE A PROTEÇÃO DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, O TEU HERÓI, JÁ TINHA IDO COM O C...

JÁ ANALISASTE QUE DOS PREJUÍZOS QUE ADALBERTO ESTÁ A CAUSAR AO SNS, O NÃO ATENDIMENTO DOS ENFERMEIROS É, PORVENTURA, O MENOR?
SE NÃO TIVESSES OLHOS DE TOUPEIRA, COMO DEMONSTRAS TER, VIAS ESTAS COISAS COM CLAREZA.
PARA NÃO CHAMARES O DESFEITEADO PASSOS COELHO À COLOÇÃO, CUJO PRINCIPAL DEFEITO É NÃO COMER NEM DEIXAR QUE COMAM, DENTRO E FORA, (vai ver o livro "o cientista e o político" de Max Weber, que morreu na pneumónica) E SABES O QUE QUER DIZER ISTO DE NÃO COMER NEM DEIXAR QUE COMAM...

JÁ AGORA, QUERES SABER QUEM FORAM OS POLÍTICOS QUE VALORIZARAM A ENFERMAGEM:
COMEÇA COM OTÁVIO CRUZ E OLIVER - UDP, SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE, QUE APROVOU O DECRETO DA PROMOÇÃO DOS EX-AUXILIARES DE ENFERMAGEM. O ÚNICO MINISTRO QUE VOTOU CONTRA FOI O CAVALO BRANCO, COMO ENTÃO ERA CONHECIDO O MINISTRO SEM PASTA - ÁLVARO CUNHAL;
SEGUIU-SE-LHE RUI MACHETE COM A APROVAÇÃO DUMA TABELA QUE OS FEZ SUBIR 5 LETRAS, SALÁRIO, PASSANDO O SUPERINTENDENTE A CEDER A SUA LETRA AO 1º DA LISTA - O ENF.º DE 2ª CLASSE.
SEGUIU-SE LEONOR BELEZA, COM A INTEGRAÇÃO DO ENSINO DE ENFERMEAGEM, NO SISTEMA EDUCATIVO NACIONAL;
VEIO A SEGUIR ARLINDO DE CARVALHO, COM A CRIAÇÃO DO DL 437/91, MINISTRO DE CAVACO SILVA QUE ANA JORGE E PIZARRO MANUEL DESTRUIRAM (PS).
FAZES MAL A COMPARAÇÃO PORQUE OS ENFERMEIROS NÃO ESTÃO PARADOS HÁ 5 ANOS MAS DESDE QUE SÓCRATES , O MARQUÊS, TOMOU CONTA DO GOVERNO.
POR SUA VEZ NÃO HÁ NENHUMA PALAVRA DADA PELO PASSOS, COMO A HÁ DADA POR A. COSTA.
ATÉ DISSE QUE OS ENFERMEIROS IAM SER OS PRIMEIROS BENEFICIADOS DA MENTIROLA COSTEIRA, POR SEREM OS MAIS SACRIFICADOS. SE QUISERES EU MOSTRO O FILME...
QUANDO VEIO A CÉLEBRE TROYKA EM 2011, JÁ OS ENFERMEIROS CONTAVAM 6 LONGOS ANOS DE MARTÍRIO PS COM A CONDENAÇÃO AO CONGELAMENTO DA SUA CARREIRA. ISTO ESTÁ NOS AUTOS NÃO SÃO INVENÇÕES COMO ESSA DOS 5 ANOS, Ó MATIAS...

DEVES IR, Ó MATIAS, ÀS CASAS DE FADO E OUVIRES AQUELE QUE COMEÇA ASSIM: " QUEM TE MANDA, A TI, Ó SAPATEIRO, TOCAR RABECÃO..."...

Ó MATIAS, AQUELA IDEIA DE PORES O MARCO E A MARCA EM FOTOGRAFIA, PARA LEMBRARES O FRUGAL PASSOS COELHO DESTRONADO PELOS COMILÕES, QUE CONHECES, FOI A MELHOR PROVA DE ASNICE QUE UM I.U. PODE EXIBIR, POIS ATÉ DÁ PARA FAZER COMPARAÇÕES PARA QUEM NÃO CONHECE SE DELEITAR.

FINALMENTE, ESTÁ SOSSEGADO, Ó MATIAS ALEX., PORQUE ESTE BLOGUE ESTÁ BLOQUEADO NO MINISTÉRIO DA SAÚDE POR ORDEM DO TEU ADMIRADO MINISTRO DA SAÚDE, A QUEM TANTO ELOGIAS, POR SÓ FAZER M... MORMENTE EM RELAÇÃO AOS ENFERMEIROS.
E SABES PORQUÊ, Ó MATIAS ALEX.?
CONSIDERA A LINGUAGEM AGRESSIVA, PORQUE É ASSIM QUE O MISNISTRO DA SAÚDE VÊ A VERDADE: É AGRESSIVIDADE. POR ISSO EU JÁ ESCREVO MERDA COM M... PARA NÃO FERIR SENSIBILIDADES, CERTO, CORRETO?

NÓS BEM AVISAMOS QUE UM DOS ERROS DO MINISTRO DA SAÚDE, ADALBERTO DE SEU NOME, É ANDAR TÃO MAL ACOMPANHADO, COMO É O CASO.


A CARA QUE O ALEX ESTÁ A FAZER É DO HEMORROIDAL DE QUE SOFRE, NÃO É RANCOR.
ELE SÓ NÃO GOSTA DO MARCO PORQUE É O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DEFESA, NA A.R.E COMO ALEX É UM VIGILANTE DA VACA "GERINGÔNCICA", COM FORMAÇÃO MILITAR, EMBIRRA COM TANCOS, TANTOS E TANSOS.
E DA MARCA TAMBÉM NÃO GOSTA PORQUE PARA O ALEX ENFERMEIRO ESTÁ ABAIXO DELE E DE CÃO, 3 GRAUS, PELO MENOS. POR ISSO QUANDO ELA FALA DE ESTATÍSTICA, SEGUNDO ELE, MENTE.
SÓ ALEX FALA VERDADE, COMO SE CONFIRMA, PELOS ALVOS EM QUE MARRA, QUE NÃO SÃO OS ÚNICOS, POIS DEDICA-SE À MARRADA COMO O SEU CURRÍCULO EVIDENCIA. É UM MARRUDO, QUE É UM RAMO DO MARRÃO, MAS PARA MAIS DURO, DEVIDO AO PÉ DE GALO, EM QUE SE DESLOCA.


ESTÁ-SE MESMO A VER, NÃO ESTÁ-SE!?
MELHOR É O GRAU COMPARATIVO DE SUPERIORIDADE DE BOM! 
O DE MAU, QUE É O CASO, VAI DAR A PIOR E NÃO A MELHOR!

QUAL A DIFERENÇA ENTRE UM BUFO DA EXTINTA PIDE E UM BUFO DA PIDE NOVA?
O DA PIDE EXTINTA ASSENTAVA NA DIREÇÃO GERAL DE SEGURANÇA (DGS), O BUFO ATUAL ASSENTA NAS FORÇAS OCULTAS E NOS ESPÍRITOS MALIGNOS QUE VAGUEIAM PELAS TREVAS, PARA PERDIÇÃO DAS ALMAS.
DIZEM-SE DEFENSORES DA DEMOCRACIA E GUARDAS DO SEU TEMPLO, ONDE ABAIXAM AS CALÇAS PARA C... & M...
ESTE ALEX DEVE SER MESMO O BOBO LÁ DA CASERNA.
VEJAM SÓ O QUE ELE DIZ DA ANGELINA, A INFILTRADA NA SEITA, OU GRUPO, E QUE GRUPO(!) DEVE SER ESTE COMO SE PODE VER PELA AMOSTRA!...

MORAL DA COISA:«DO COICE DE UMA BESTA NINGUÉM ESTÁ LIVRE»!

José Azevedo

CORREIA CAMPOS E AS USF NOS HOSPITAISQUE INFORMAM AS NOTÍCIAS



Exmo. Senhor Presidente da República,
    Exmo. Senhor Primeiro-Ministro, 
Exmo. Senhor Ministro da Saúde,
Exma. Senhora Directora-Geral de Saúde,
Exmo. Senhor Presidente do CA do CHLO,


O Sindicato dos Enfermeiros vem por este meio manifestar a sua preocupação com os casos de Legionella identificados. 
Segundo as notícias que nos chegam, surgiram os primeiros casos no dia 31 de Outubro, mas hoje, passados 5 dias, já estão diagnosticados 18. 

Neste sentido, o SE pergunta:

- Que medidas foram tomadas desde o início do "Surto"?

- Os profissionais de saúde, nomeadamente, os Enfermeiros, foram informados? Quando? Como? Por quem?

- Sendo o foco localizado no hospital (segundo o que foi noticiado aqui: http://observador.pt/2017/11/04/8-casos-de-legionella-diagnosticados-no-hospital-s-francisco-xavier/ ), o ar condicionado foi objecto de intervenção? E os duches dos utentes e dos profissionais de saúde?

Agradecemos uma resposta rápida e adequada que proteja, simultaneamente, os utentes e os profissionais de saúde desse hospital.

Cumprimentos,
Emanuel Boieiro 
Vogal da Direcção do Sindicato dos Enfermeiros 

<<<<<<<!>>>>>>


Prezados Colegas,
preparem-se porque este modelo do SIGIC II só vai trazer problemas para o Enfermeiros, como é o caso do
SIGIC I.
Se não formos ouvidos na negociação e contratação do pessoal, não vai acontecer o mesmo que aconteceu com as USF, que saíram dos REE, nem com o Prof. Manuel Antunes, inspirado na África do Sul, onde se formou.
Além disso, este cirurgião cardíaco tem características únicas, evidentes para quem o conhece, que não servem de modelo para quem quer que seja, porque são inimitáveis.
Desgasta(va) exageradamente o pessoal de Enfermagem e, depois quer que seja o Enfermeiro Diretor a preencher as vagas. Ora isso já não faz parte do exclusivo. Mas tem sido o seu maior problema.
Correia de Campos, meu velho amigo, prometeu instalar as usf nos hospitais e, pelos vistos, tem bons sequazes e bem colocados, na pirâmide.

Problemas e propostas para o SNS dizem assim:








<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<"""">>>>>>>>>>>>>>>>>>

CORREIA DE CAMPOS O MESTRE DOS MESTRES DISSE:








 SAIAM MEIA DÚZIA DE USF TIPO B2  

PARA OS HOSPITAIS

SEGUNDO CORREIA CAMPOS É URGENTE ACRESCENTAR + UNS % AOS JÁ 

CHORUDOS 87% QUE A CLASSE RECEBE.




NB: Os nossos adeptos a líderes de movimentos de massas deviam ler destas causas, pois foi através delas, que se chegou a estas coisas, que hoje vivemos.
Sabem o que falta aqui?
Falta o desempenho dos Enfermeiros ter mais autoridade.
Mas isso é só no caso de os Enfermeiros quererem assumi-la.
O espaço está aberto

E só eles, Enfermeiros, o podem preencher!
(José Azevedo)

terça-feira, 25 de setembro de 2018

VAMOS HOJE À AV.ALIADOS



Quantos mais formos mais visível se torna a nossa vontade de mudar.
Estamos a tentar evitar um fenómeno que a inexperiência de alguns e a ansiedade de muitos está a gerar:
O RECURSO A ADVOGADOS EXTRA-SINDICATO.
Aconselhamos a verem os resultados, que surgem desta prática, que não é nova, e a concluirem a ineficácia desta estratégia, onde, somente, esses advogados ganham o dinheiro que lhes metem na mão.
Uma pessoa de inteligência mediana percebe isto:
Se eu disser que o Sindicato não faz nada, estou a ajudar o meu patrão, que basta dificultar e ajudar a desacreditar o Sindicato, para que cada vez menos Enfermeiros adiram ao Sindicato.
Quanto menos força tiver o Sindicato mais força tem o patrão.
Pior do que isto é; vir um delegado sindical e dizer:
Se aderires ao meu Sindicato este  trata de tudo...
Mas de tudo o quê?
De tudo.
E não precisa de dizer ao abrigo de que lei.
Pois acreditem que este fenómeno pode observar-se nas instituições, que estão a enganar os Enfermeiros com ponto e meio e um ponto, sem fundarem essas atribuições em qualquer norma legal.
Mas pior do que as instituições aldrabarem os Enfermeiros, é haver sindicatos que ajudem a diminuir os Enfermeiros com restos, quando eles têm direito a comida da boa. Estão neste grupo todos os que pretendem descongelar escalões por "pontos", quando a lei especial dos Enfermeiros, incluindo os CIT, determina os descongelamentos, por tempos; de 3 em 3 anos ou dois anos e meio.
Ah! mas se ajudarem as instituições a livrarem-se do problema por uma côdea de pão blorento, estão a fazer um péssimo serviço para a Classe.
Ou não querem entender isto!?

"POST SCIPTUM "- PS - OS PRESENTES FORAM OBSEQUIADOS COM UMA SESSÃO DE ESCLARECIMENTO SOBRE O MOMENTO ATUAL DAS NEGOCIAÇÕES.
POUCOS MAS DOS BONS É QUANTO NOS BASTA, POIS QUE A NOSSA AÇÃO É REVOLUCIONÁRIA, TIPO FERRUGEM: LENTA, DISFARÇADA, MAS EFICAZ.
José Azevedo

José Azevedo

ESCLARECIMENTO; DIUTURNIDADES - VS ESCALÕES




No princípio eram as diuturnidades, uma de 5 em 5 anos de serviço prestado.
Em 1981, pelo DL 305/81 de 12 de novembro os Enfermeiros tiveram 3 escalões no Enfermeiro e 2 no Enf.ºgraduado.
Em 1985 com a revisão-junção de 2 decretos que resultaram no DL 178/85, esses escalões foram extensivos aos Enf.º Chefes e Enf.º Supervisores; lembram-se concerteza.
Entretanto, fizemos como o outro que ao propor os incentivos dos 4370€, mensais, para os Médicos tipo João Semana seletivos da USF modelo B, esqueceu que os 4370€ eram o vencimento "per capite" e deixou ficar o vencimento base o que dá hoje os 7 a 8 mil euros mensais. E o que fizemos nós?
Mantivemos, também, os escalões e as diuturnidades, que acabaram com o NSR (Novo Sistema Retributivo) em 1989.
Porém, já nessa altura, os Enfermeiros, com 80% seguros, oriundos de Auxiliares de Enfermagem, foram o grupo mais roubado na integração no NSR, pois dos muitos anos de serviço como Auxiliares: 10, 15, 20 anos, só lhes contaram, para efeito de posicionamento no escalão, o tempo a partir da promoção a Enfermeiro, que começou em 1975 e acbou em 1980.
O "imaginário popuplar" é um paradigma de ação que se encrosta na imaginação do povo e molda os seus comportamentos.
Vem isto a propósito das reposições que o governo se comprometeu a fazer.
Já há quem esteja a aldrabar o sistema e a esquecer que os Enfermeiros são uma carreira especial, com normas únicas, que têm de ser respeitadas.
Se a avaliação do desempenho condiciona as reposições no escalão, através de pontos, a avaliação dos Enfermeiros é qualitativa e as menções são SATIZFAZ E OU NÃOSATISFAZ.
E os escalões são de 3 em 3 anos, para os hospitais, e de 2 anos e meio para os CSP.
Ora se se trata de fazer reposições do que roubaram aos Enfermeiros elas terão de ser na sua lei, para o bem e para o mal e não na lei geral, como não foram (para o mal) em 1989. Lembramos uma vez mais o que os ex-Auxiliares perderam.
Já expusemos o caso à Senhora Secretária de Estado da Administração Pública de onde sai a DGAEP.
Sabemos que há instituições que estão a passar por cima disto.
Mas também sabemos que, quando se cometem erros, mandam as normas que se corrijam.
É isso que irá acontecer, pois que vamos exigir, como sempre fazemos, a reposição da lei, até para esclarecimento dos Enfermeiros, que já nos catalogam, nas carreiras gerais. Não os condenem, porque quem está condenado, naturalmente, a dar 5, não se lhe podem exigir que dêem 10.
E quem dá o que tem, a mais não é obrigado.
Como somos livres no uso das nossas capacidades e competências, não vamos permitir aldrabices, com os Enfermeiros.
Não desesperem, pois estamos a agir em conformidade.
Com amizade,
José Azevedo