sexta-feira, 24 de outubro de 2014

1º NÍVEL DE EXPLORAÇÃO ENFERMEIRA

1º NÍVEL DE EXPLORAÇÃO ENFº < clique >

Empresa paga 510 euros a enfermeiros mas recebe mais do dobro
por Diana Mendes
O Centro Hospitalar do Médio Tejo paga 1200 euros mensais por profissional, mas estes só recebem 3,1 euros por hora
É, até aqui, o salário mais baixo pago a um enfermeiro por uma empresa: 3,1 euros por hora, ainda sem descontos. E há oito enfermeiros no Centro Hospitalar do Médio Tejo a receber estes valores, na maioria dos casos para trabalhar na urgência de Abrantes. A empresa está a receber 1200 euros euros por mês, mas a penas paga 510. Apesar de estarem em curso centenas de contratações no SNS, o recurso às prestações de serviços mantém-se e por valores cada vez mais baixos, que rondam os cinco euros à hora, este valor já é menos 50% do que o valor de tabela.
De acordo com o contrato de trabalho entre a empresa Sucesso 24 Horas e estes profissionais, a que o DN teve acesso, os enfermeiros têm de trabalhar 40 horas por semana para receber estas verbas sem descontos e sem subsídio de refeições, um valor recorde pago por estas empresas.
NOTA BREVE:
O Governo, em geral e o Ministério da Saúde, em especial, são os principais culpados destas situações de miséria moral e profissional.
Para esses preparamos algo de grandioso e surpreendente, que lhes relembre do que os Enfermeiros são capazes.
Temos tido boa adesão ao nosso projecto. Até os peritos estão a ficar baralhados e a meter as mãos pelos pés e vice-versa.

Internamente, este processo de empresas contratantes, nascidas numa hora, por via socrática, têm, em muitos casos, origens internas e são comandadas de dentro das instituições, pelos próprios funcionários, bem colocados ao nível de decisão. Já temos alguns casos, na lista de suspeitos e  não suspeitos, por algumas denúncias.
Não divulgamos muitos pormenores, acerca deste assunto, para não comprometermos os lírios, que nascem no meio do lodo. Vejam o exemplo Ana Manso que, ao mexer na esterqueira, foi a vítima ainda não vingada, porque os encobridores ainda estão no activo.
O DN fez um bom trabalho ao divulgar o "sucesso, na palmada, em 24 horas".
É evidente que se estes palmadores ladros têm sucesso e impunidade, à custa do trabalho suado de quem não tem alternativa, vamos tentar apanhá-los nas malhas da desfaçatez e exploração; a eles e a quem os protege. Vergonham ou honorabilidade, e coisa que os 100% de taxa de serviços não deixa ver.
Na descoberta do destino destes 100% de taxa, pode estar o desvendar do segredo relativo à repartição da extorsão. E a identificação de quem fica à porta.
O roubo é tão descarado e repetido, na mesma zona, como se devem lembrar, que nos está a ajudar a atacar o problema de raiz, que é dificultar as contratações do pessoal necessário, para facilitar aos amigos ou conhecidos ou correlegionários estas extorsões desavergonhadas, a todos os níveis, sobretudo pelo insulto ao esmagamento sistemático que o Governo está a permitir fazer aos Enfermeiros.
Para chegarem, aqui, os ensaios têm sido lentos, mas progressivos.
Mas a lagoa vai secar!

Com toda a solidariedade para com as vítimas e toda a ferocidade para estes malvados ladrões do suor de quem precisa.
José Azevedo  


Sem comentários:

Publicar um comentário